(48) 99997-9868 carcasa@carcasa.com.br

Resultados de seu e-learning, como mensurar

ago 17, 2021 | Educação, elearning, Moodle

Modelo Kirkpatrick e seus 4 níveis de avaliação

Saiba como o Modelo Kirkpatrick te ajuda a medir a eficácia de uma solução de aprendizagem e a direcionar seu foco para os resultados do negócio.

Para ser visto como um Designer Instrucional estratégico e indispensável no ambiente corporativo, você precisa ter foco em resultados.

Em outras palavras, não basta entregar a solução de aprendizagem, você precisa saber quais são os resultados esperados e construir um fluxo de avaliação para mensurá-los.

Um fluxo bastante conhecido, e que você pode adotar em seus projetos, é o Modelo Kirkpatrick, que consiste nos 4 níveis de avaliação abordados neste artigo.

  1. Avaliação de Reação
  2. Avaliação de Conhecimento
  3. Avaliação de Transferência
  4. Avaliação de Resultados

Nível 1 – Avaliação de Reação

A Avaliação de Reação é a mais utilizada pelas empresas brasileiras, segundo o Panorama do Treinamento no Brasil de 2020.

Ela é aplicada por um breve formulário no final do curso, para que o aluno registre sua perspectiva sobre a experiência de aprendizagem.

Além disso, o aluno também avalia o desempenho do instrutor, o conteúdo do curso, a estrutura oferecida e a oportunidade de aprendizagem.

Isso significa que é por meio dela que você identifica se a capacitação foi relevante, se a aprendizagem foi facilitada pela solução e se as expectativas do aluno foram alcançadas.

Dicas: 1. Sempre que elaborar uma avaliação de reação, seja breve e pergunte apenas o necessário; 2. Lembre-se de preservar o anonimato. Assim, você consegue opiniões mais verdadeiras sobre o curso desenvolvido.

Nível 2 – Avaliação de Conhecimento

A Avaliação de Conhecimento é a mais conhecida, apesar de não ser aplicada em todos os cursos.

Ela acontece no final do treinamento e avalia se houve ganho de conhecimento ou mudança de comportamento, ou seja, é por meio dela que você sabe se o objetivo de aprendizagem foi alcançado.

Dicas: 1. Aplique uma avaliação diagnóstica antes do curso. Assim, você consegue medir o ganho de conhecimento (por exemplo: antes do curso, a nota do aluno foi 70% e depois subiu para 90%); 2. Evite questões abertas para facilitar a correção.

Nível 3 – Avaliação de Transferência

A Avaliação de Transferência não é uma prova. Ela acontece a partir da observação de um avaliador sobre a aplicação dos conhecimentos ensinados em um curso no posto de trabalho.

Imagine que você desenvolveu uma solução sobre a utilização de um sistema. Para saber se o aprendizado foi transferido, uma pessoa (profissional de treinamento ou gestor) observa se o aluno está utilizando o sistema corretamente no dia a dia.

Essa avaliação não precisa existir em todos os projetos, mas é importante que seja feita nos mais relevantes para a empresa.

É por meio dela que você tem certeza de que a aplicação do conhecimento está acontecendo ou identifica eventuais impedimentos.

Dicas: 1. Seja transparente com o aluno observado; 2. Faça um checklist do que deve ser observado pelo avaliador.

 

Nível 4 – Avaliação de Resultados

Por fim, depois de algum tempo que o curso foi implementado, você precisa entender como ele influenciou os resultados do negócio por meio da Avaliação de Resultados.

Para isso, você precisa olhar para o Objetivo de Desempenho definido no início do projeto (no LNT) e analisar se essa ação de aprendizagem impactou esses indicadores.

Lembrando que é assim que nós conseguimos mostrar a relevância da área de Treinamento —  e a nossa também —  para o negócio. Não adianta os alunos amarem a experiência, mas o curso não trazer o retorno desejado.

Dicas: 1. Divulgue os bons resultados alcançados para os clientes do projeto; 2. Se seu treinamento não atingiu o esperado, identifique os pontos de melhoria e trabalhe nisso.

Independente do seu nível de atuação no Design Instrucional, você precisa ter em mente as categorias de avaliação que podem ser aplicadas em seus projetos de e-learning.

É por meio delas que nós conseguimos demonstrar a relevância do nosso trabalho para os resultados da organização.

 

Fonte: soanivargas.com.br

EnglishPortuguêsEspañol
Open chat