Suporte CarcasaWeb carcasa.com.br
Enviar
Enviar
Enviar
(48) 99997-9868 carcasa@carcasa.com.br

Tipos de SEO

mar 15, 2021 | Blog, Marketing digital

Sendo uma estratégia tão completa (e até complexa) é natural que existam diferentes tipos de SEO como:

  • SEO Técnico
  • SEO On Page
  • SEO Off Page
  • SEO Local

A seguir, vamos nos dedicar a explicar mais detalhadamente cada um desses tipos de SEO e te ajudar a entender como aplicar cada um. Confira!

4 Tipos de SEO que você precisa dominar

Cerca de 100 bilhões de pesquisas por mês são realizadas no Google. Com um volume tão grande de usuários se conectando diretamente com a plataforma, 59,8% das empresas brasileiras começaram a adotar uma estratégia de SEO.

É bem provável que você esteja considerando fazer parte delas, ou que já faça mas está em busca de otimizar suas ações. Para isso, é importante que conheça todos os tipos de SEO. 

SEO Técnico

O primeiro tipo de SEO é também considerado mais “chato” por algumas pessoas, afinal, não é todo profissional de marketing que tem intimidade, facilidade e conhecimento sobre estruturas de sites. 

Mas, não se preocupe atualmente existem diferentes plataformas e sistemas que ajudam os profissionais de marketing a corrigirem erros, mesmo não sendo profissionais de desenvolvimento ou programação. Entre os sistemas que te auxiliam nesta área está o Google Console Search

O SEO técnico envolve as otimizações necessárias na estrutura do site, blog e landing page de uma marca que pretende alcançar boas posições em resultados das pesquisas feitas no Google. 

O objetivo do SEO técnico é contribuir para:

  • aumentar a velocidade do site;
  • torná-lo mais rastreável pelo sistemas do Google. 

Isso tudo tem como foco facilitar a compreensão do site e de suas páginas pelo Google e fazer com que ele ganhe pontos na batalha por indexação

Fazem parte do SEO Técnico elementos e práticas como:  

  • enviar sitemap para o Google: o sitemap é um documento de texto que relaciona todas as páginas de um site, facilitando a vida do “bot” do Google e garantindo a indexação de todas as páginas.
  • Robots.txt: você pode criar um arquivo robot.txt clicando aqui. Ele deve ser inserido na pasta raiz do seu site e informa ao Google quais páginas ele não deve rastrear. 
  • UX (User Experience): o objetivo do Google é oferecer a melhor experiência para o usuário e ele busca sites que também tenham esse premissa principal. Utilidade, confiança e acessibilidade são alguns dos elementos considerados na análise da qualidade da experiência do usuário;
  • Velocidade de carregamento: a velocidade de carregamento das páginas é um dos principais fatores de rankeamento (ou melhor, de não rankeamento). Garanta que seu site seja rápido, ampliando a velocidade de carregamento de todas as suas páginas. Confira sua pontuação na plataforma PageSpeed Insights;
  • Mobile First Index: desde 2016 o Google considera primeiramente a versão mobile dos sites para o rankeamento. Priorizando nos resultados da busca aqueles sites que oferecem uma boa experiência mobile.

No SEO técnico é recomendado que você realize uma série de auditorias periódicas para sanar problemas em suas páginas, como:

  • Links quebrados;
  • Erros de redirecionamento;
  • Conteúdo duplicado;
  • Páginas com carregamento lento e mais.

SEO On Page

O SEO On Page é um dos tipos de SEO mais comuns entre os profissionais que estão começando a se dedicar à estratégia. É no SEO On Page que você se preocupa com elementos como: 

  • texto;
  • imagens;
  • código. 

O SEO On Page é o responsável por organizar cada página do site da empresa de maneira que seja entendida pelo Google e reconhecida para uma página de qualidade, que oferece a resposta para as demandas dos usuários da ferramenta de busca. 

No SEO On Page é realizada toda a estratégia de pesquisa e distribuição de palavras-chaves para colocar no site. 

Não sabe como usar a pesquisa por palavras-chave e usá-las em seu site? Acesse o nosso artigo completo; “Guia SEO para iniciante: como colocar palavras-chave no site”. 

Também é no SEO On Page que devemos nos preocupar com elementos como: 

  • Tag H1, H2, H3 (…): utilizadas para mostrar aos mecanismos de pesquisa o que é realmente importante na pagina e para criar uma hierarquia dentro do conteúdo e da página. O H1 é o título. Geralmente, deve conter a palavra-chave principal para a qual você deseja otimizar a página. H2 e H3 são usados para tornar a leitura mais fluida e distribuir keywords secundárias. 
  • Meta Título: é o título que aparece na SERP do Google. Deve ter até 70 caracteres e incluir a palavra-chave principal. Deve ser atraente para fazer o usuário clicar no seu conteúdo. 
  • Meta Descrição: é o texto que fica localizado logo abaixo do meta título no resultado do Google. Deve ter até 300 caracteres. É muito importante para que o Google compreenda a relevância do conteúdo. 
  • Conteúdo: não tente enganar o Google criando excelentes meta títulos e metas descrições, e um conteúdo “pobre”. Acredite o Google tem suas artimanhas para identificar se o seu conteúdo é de qualidade ou não. Entre os elementos utilizados para isso esté a avaliação da taxa de rejeição e do tempo de permanência do usuário.Também é importante que você distribua sua palavra-chave ao longo do texto. 

Além do texto e dos cuidados técnicos, é importante criar um site com qualidade de design e usabilidade. Esses fatores também interferem na experiência do cliente e na confiança que seu site transmite.

Para atender ao critérios de análise do SEO On Page use YOAST SEO, um dos melhores plugins do WordPress. Ele vai te ajudar a otimizar as páginas do site e também do blog, nosso próximo tópico. 

SEO Off Page

Além das páginas do seu site, incluir um blog dentro do seu domínio é uma das estratégias mais importante para empresas que buscam melhores posições nos resultados de pesquisa do Google. 

O SEO Off page é sobre a qualidade do marketing de conteúdo criado para sua empresa, incluindo post blogs e backlinks. 

Sem medo de errar, nós afirmamos que produz conteúdo relevante é umas das principais estratégias de SEO. 

Além de auxiliar no SEO do site, o blog permite que você expanda o volume de palavras-chaves para as quais suas empresa rankeia. Como resultado você tem um aumento de tráfego qualificado nas página que você gerencia. 

Combine isso com uma estratégia de Inbound Marketing completo e invista em estratégias para converter visitantes em leads.

Para escrever seus conteúdos para o blog invista em pesquisas de palavra-chave e que são usadas para pesquisas no Google. 

Distribua ao longo de seu texto links para outros conteúdos do blog e do site, para landing pages e também para outros blogs de qualidade. A linkagem externa também é um fator para rankeamento. 

 

Local SEO

Por último, o SEO local prioriza a localização geográfica como critério principal para montar seu ranking de resultados. 

Ele apresenta nas primeiras posições, resultados que estejam próximos aos locais próximos ao usuário que fez a pesquisa. 

Para ter sucesso no SEO local cadastre sua empresa no Google My Business

Isso mostrará para o Google qual é o seu negócio, possibilitando que a ferramenta apresente sua empresa como uma opção para os usuários que fazem pesquisas relacionadas.

Além de uma lista comum de resultados, o Google apresenta os locais que correspondem a pesquisa em destaque e em um mapa, como o apresentado abaixo. 

tipos de seo

Para otimizar sua estratégia de SEO local, indicamos que acesse nosso tutorial no post; SEO local: um guia simples (e completo) + dicas pro”. 

Com o painel de palavras-chave da nossa plataforma você poderá escolher os termos que efetivamente contribuem para a otimização de suas páginas e para sua estratégia de SEO.

Fonte:

blog.lahar.com.br

O que é o SEO local?

 

O SEO local refere-se ao processo de “otimização” da sua presença online para atrair mais negócios por meio de pesquisas locais relevantes.

O que são pesquisas locais? São pesquisas que incluem uma localização, como “cafeteria em são paulo” ou “café perto de mim”, como no exemplo abaixo.

seo local

Ser bem posicionado dentro de pesquisas como essa, faz com que sua empresa alcance usuários qualificados, que estão buscando pelo serviço ou produto que você oferece, onde você oferece!

Ou seja, a chance desse cliente ir ao seu encontro cresce bastante!

Essa é apenas uma das razões de porque se preocupar com o que é SEO local.

SEO Local: como ocupar os primeiros lugares em sua área de atuação

1. Tenha um site otimizado para mobile

Ter um site é uma das primeiras exigências que qualquer estratégia de SEO faz.

Se você deseja estar bem ranqueado no SEO local tenha um site otimizado que seja responsivo para dispositivos mobile.

Preocupe-se também em oferecer uma boa experiência ao usuário com dados relevantes e de fácil acesso.

2. Cadastre-se no Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio é uma ferramenta gratuita na qual você se cadastra para alcançar uma classificação local. Para isso:

Os próximos passos devem ser realizados conforme a ferramenta solicitar:

  • insira seu endereço;
  • defina seu local exato (marcando seu endereço com o pino de localização);
  • escolha uma categoria de negócio;
  • digite seu número de telefone e site;
  • verifique sua listagem.

seo local

3. Otimize sua listagem

Depois de cadastrar seus dados básicos conforme a plataforma solicitou é hora de acrescentar conteúdo que irá ajudar no SEO local. Entre as informações que você pode inserir estão:

  • fotos de sua empresa e produtos;
  • horário de funcionamento;
  • lista de serviços prestados e mais.

4. Pesquisa de Palavras-chave

produção de conteúdo relevante também é importante para o SEO local.

Descubra as palavras-chaves mais pesquisadas no Google dentro do setor que seu negócio faz parte.

Faça um levantamento de quais são as palavras-chave mais usadas e quais podem ser importantes para a sua classificação?

Para encontrar esses termos sua equipe de marketing pode:

  • fazer uma lista de palavras-chave relevantes para o negócio;
  • usar o Google autocomplete e pesquisas relacionadas (no rodapé da página de resultados de uma busca);
  • acesso o Google Keyword Planner, uma ferramenta de busca por palavra-chave do Google Ads, que funciona para SEO;
  • use outras ferramentas de SEO como SEMRush e a LAHAR e acesse o painel de palavras-chave para SEO Local.

5. Otimize as páginas de blog e site

É preciso que você inclua palavra-chaves estratégias nas páginas de seu site ou blog.

Assim como no marketing de conteúdo você inclui as keywords principais em áreas como meta título e meta descrição, faça isso para atingir seus objetivos de SEO local.

Caso você tenha um blog WordPress opte por usar o plug-in Yoast e otimize suas páginas com:

  • palavra-chave em H1;
  • palavra-chave na tag de título;
  • palavra-chave na URL;
  • URLs curtos e otimizados;
  • meta descrição atraente e com palavra-chave.

6. Link Building para SEO local

Link Building é a estratégia de linkar seu conteúdo a outros materiais de relevância e qualidade.

De acordo com a Moz, os backlinks são o fator de classificação mais importante para os resultados orgânicos locais.

Você pode conseguir backlinks para suas páginas com a produção de conteúdo relevante, como guias e manuais, bem como criando uma estratégia de guest posts.

Com essas duas ações você vai conquistar backlinks e gerar tráfego qualificado para seu site.

7. Mantenha-se monitorando resultados

Esteja sempre atento às suas páginas e ao cadastro no Google Meu Negócio:

  • responda a comentários;
  • fique atento para edições incorretas;
  • use o Google Posts para manter seus clientes informados.

Agora você já sabe o que é SEO local e está pronto para começar sua estratégia.

Aproveite essa funcionalidade gratuita para alcançar pessoas que realmente tem interesse e potencial de fazer negócios com a sua empresa.

 

Fonte: lahar,com,br

SEO ou SEM - qual é a diferença

SEO ou SEM: qual é a diferença e como usar cada estratégia

Frequentemente usados ​​indevidamente de forma intercambiável, SEO e SEM são dois canais de marketing diferentes que as empresas podem usar para alcançar seu público-alvo em mecanismos de pesquisa como o Google e o Bing. Investir recursos em SEO ou SEM possui diferenças e é importante entender o que cada uma dessas estratégias pode trazer como resultados dentro do marketing digital.

A principal diferença entre SEO e SEM e que SEO está para Search Engine Optimization em inglês, e significa a otimização para mecanismos de busca, enquanto SEM está para Search Engine Marketing, e que dizer marketing para os mecanismos de busca.

Os dois canais parecem ser a mesma coisa, mas, na verdade são duas abordagens muito diferentes para se tornar visível nas SERPs. Outro termo gringo que se refere a Search Engine Results Page ou, em bom português, páginas de resultados de mecanismos de pesquisa, ou mecanismos de busca. SEO pode ser uma estratégia um tanto complicada de gerenciar se você não souber como combiná-la com as estratégias SEM.

De qualquer modo, a diferença entre os dois é simples de entender. Este guia ajuda obter uma compreensão clara de cada uma das definições e das diferenças dos canais. Vamos falar dos seguintes pontos.

  • O que é SEO?
  • O que é SEM?
  • SEM ou SEO: quais são as semelhanças?
  • SEM ou SEO: quais são as diferenças?
  • SEO x SEM – qual você deveria usar?

SEM ou SEO: alguns detalhes sobre cada termo

Antes de começar a planejar sua abordagem estratégica para melhorar a visibilidade online de sua empresa, você precisa entender a terminologia usada. Usar as descrições erradas em um documento de estratégia distribuído para outras pessoas pode ser prejudicial para o seu sucesso e para obter orçamentos e táticas aprovadas.

Então, vamos por partes, começando por termos básicos que são mais fáceis de entender

As duas áreas principais dentro da indústria de marketing de pesquisa são:

  • SEO – Uma abordagem que usa métodos orgânicos para aparecer nos resultados da pesquisa. 
  • SEM – Uma abordagem que usa métodos pagos para aparecer nos resultados da pesquisa. 

O que é importante entender é que a definição de SEM é frequentemente contestada e contrariada. Na verdade, algumas fontes,  Backlinko  por exemplo, dizem que SEM é o canal mais amplo de pesquisa que abrange tanto pesquisa orgânica quanto paga. 

O consenso geral é que o SEO está relacionado à pesquisa orgânica e o SEM à pesquisa paga. Mas nem sempre foi assim. 

Na verdade, Danny Sullivan do Google (ex-Search Engine Land), começou a fazer referência ao termo SEM em 2001, usando-o para descrever qualquer tática relacionada aos esforços de uma empresa para direcionar o tráfego dos mecanismos de pesquisa, incluindo SEO e PPC.

Mas, com o tempo, a percepção de muitos na indústria mudou e vimos a definição de SEM mover-se em direção a um significado de publicidade em mecanismos de pesquisa, com os esforços orgânicos ficando sob a alçada quase que exclusiva do SEO.

E não vamos esquecer o quanto esses dois canais evoluíram desde 2001, avançando rapidamente e continuando a se distanciar um do outro. Para nós, SEM é o termo geral para estratégias de publicidade e orgânico se identifica como SEO.

Vamos examinar essas duas táticas com um pouco mais de detalhes, observando especificamente o que realmente as diferencia.

O que é SEO?

Jason Barnard define o SEO como: 

SEO é a arte e a ciência de persuadir os mecanismos de pesquisa como Google, Bing e Yahoo a recomendar seu conteúdo aos usuários como a melhor solução para os problemas deles.

— Jason Barnard

Como já comentamos, SEO é a otimização de conteúdos, páginas e sites de modo geral para melhor performance nos mecanismos de buscas que representam os interesses e problemas dos usuários.

SEO é importante pois permite gerar tráfego gratuito a partir das primeiras posições dos mecanismos de busca. De modo geral, se um conteúdo está bem otimizado para as necessidades do usuário, irá ser mostrado no topo dos resultados de pesquisa, e portanto receberá mais cliques e tráfego.

Os quatro pilares fundamentais do SEO

Com o SEO, os profissionais de marketing otimizam seus sites trabalhando por meio de SEO técnico, SEO on-page, criação de conteúdo e SEO off-page para criar o melhor resultado para uma consulta específica que merece um ranqueamento no topo do Google.

Vamos analisar cada um desses pilares principais em mais detalhes:

SEO técnico – o SEO técnico foca em melhorar a estrutura técnica  de um site e procura otimizar a velocidade do site, compatibilidade com dispositivos móveis, rastreabilidade, uso de dados estruturados, segurança e indexação. Há muitos outros fatores ainda, mas esses são os mais comuns.

SEO On-page – On-Page tem tudo a ver com fatores de otimização na página que ajudam os mecanismos de pesquisa a entender o conteúdo e o contexto, incluindo itens como título, H1 e otimização de meta tags, alt tags de imagens e etc. 

Conteúdo – O conteúdo é um dos  principais fatores de ranqueamento  do Google e sem um ótimo conteúdo que corresponda à intenção do usuário será difícil ranquear na primeira página. Ter um blog é essencial para gerar informações sobre seu negócio e desenvolver uma estratégia sólida de conteúdo.

 SEO off-page – Pode ser definido como construção de autoridade, incluindo link building e outras táticas. Essa abordagem foca em melhorar a confiabilidade e a autoridade de um site aos olhos dos mecanismos de pesquisa e de seus usuários, conectando-o a outros sites relevantes e de alta autoridade. Se os mecanismos de pesquisa perceberem que os usuários confiam em um site, eles ficarão mais inclinados a ranquear em uma posição superior. Essa autoridade e confiança normalmente vêm de esforços de link building, RP e outras táticas semelhantes

Para que uma estratégia de SEO seja bem-sucedida, é necessário garantir uma combinação dos quatro pilares. E isso geralmente significa trabalhar com especialistas em cada área específica para ter sucesso.

O que é SEM?

Search Engine Marketing (SEM), ou marketing para os mecanismos de busca, é uma estratégia que usa táticas pagas para ganhar visibilidade nos motores de busca. Também é conhecido como PPC (pay-per-click).

Ao invés de usar táticas que ajudam um site a ranquear organicamente, o SEM usa plataformas de publicidade paga como  Google Ads  e  Bing Ads  para usar os formatos de anúncio disponíveis para alcançar seu público-alvo. 

E, como tática, isso envolve tudo, desde a configuração e otimização de anúncios pagos até a gestão da conta para aumentar as conversões e os retornos.

 Os especialistas em SEM geralmente começam uma campanha com uma  pesquisa de palavras-chave  abrangente e análise da concorrência, que você pode fazer com ferramentas como o  kit de ferramentas de PPC e anúncios. Tudo isso colabora para criar campanhas direcionadas que apresentam seus produtos e serviços para um público-alvo. 

Essas campanhas incluem:

Todos esses formatos diferentes são disponíveis no  Google Ads  – todos eles podem ajudar você a alcançar seu público-alvo.

Quando os usuários procuram por termos específicos para quais o anunciante está exibindo anúncios, eles verão um anúncio personalizado, geralmente no topo das SERPs. Ou, em alguns casos, anúncios do Google Shopping. Cada vez que o anúncio é clicado, a empresa paga por isso.

Os benefícios do SEM

Enquanto as táticas de SEO podem levar meses para mostrar resultados reais, o SEM permite gerar cliques e conversões em um período de tempo muito curto.

Você pode ter controle total sobre quando os anúncios são exibidos e para quem são exibidos. É um canal perfeito para testar novas estratégias, enviar tráfego para uma venda ou para impulsionar o tráfego durante períodos mais calmos.

Na realidade o SEO e SEM não devem ser vistos como canais separados, eles são duas partes de uma estratégia digital maior que impulsiona a visibilidade, o tráfego e as conversões nos mecanismos de pesquisa.

SEM e SEO: quais são as semelhanças?

Vejamos analisar as semelhanças entre esses dois canais que costumam ser confundidos.

SEO e SEM:

  •  Melhoram a visibilidade do seu site  nos mecanismos de pesquisa e ambos os métodos ajudam a mostrar o seu site nas SERPs através de uso de segmentação e otimização de palavras-chave. 
  •  Direcionam uma quantidade maior de tráfego relevante e de qualidade para seu site. Ambas as estratégias incentivam os usuários a clicarem no seu site – embora uma seja uma tática paga e a outra orgânica.
  •  Ajudam a obter uma compreensão mais profunda de seu público. Você precisa ter um bom entendimento de seu público para que ambas as estratégias tenham sucesso.
  •  Use a pesquisa de palavras-chave para descobrir e visar palavras-chave relevantes. Ambos canais exigem  pesquisa de palavras-chave  para entender as estratégias de seus concorrentes. 
  •  Requerem testes e otimização contínuos . Ambos exigem monitoramento e ajustes contínuos para alcançar sucesso a longo prazo e fornecer um ROI Sólido. Confira esse vídeo sobre como calcular o ROI.

Quais as diferenças entre SEO e SEM?

Vamos analisar as diferenças entre os dois canais.

SEM apresenta anúncios claramente marcados nos SERPs

Você sempre pode distinguir um anúncio pago nas SERPs graças ao ícone “Anúncio”. Resultados orgânicos não têm isso, o que significa que os resultados orgânicos e os resultados pagos tem visuais diferentes.

SEMrush add exemplo

Como você pode ter observado na imagem acima, os anúncios pagos oferecem extensões de anúncio que permitem aprimorar um anúncio de pesquisa padrão com links de sites, frases de destaque, números de telefone e muito mais.

Dito isso, é importante lembrar que os resultados orgânicos podem aparecer no campo de rich snippets. No entanto, com as extensões de anúncio, você tem muito mais controle sobre como e quando eles são exibidos.

Você paga por cada clique ou impressão no caso de SEM

No caso de SEM, um anunciante paga cada vez que o usuário clica em um anúncio (CPC – custo por clique) ou a cada mil impressões ( CPM – custo por mil impressões) dependendo do tipo de campanha que você criou. No entanto os cliques nos resultados orgânicos, conseguidos graças à seus esforços de SEO, são gratuitos.

SEM pode gerar resultados quase imediatos. SEO não.

Você pode ver os resultados instantaneamente com alguns cliques ao lançar uma campanha de SEM (paga) no ar. Seus anúncios serão exibidos imediatamente nos resultados de pesquisa (desde que sejam aprovados e seus lances sejam suficientes).

O SEO, por outro lado, pode levar tempo para mostrar resultados, a menos que você não tenha concorrência, o que é raro.

SEO fornece resultados cumulativos

Outro ponto importante a ser destacado na otimização de sites, é que com SEO os resultados tendem a melhorar ao longo do tempo e o retorno do seu investimento será cumulativo. Sua estratégia será construída com o tempo, deixando resultados duradouros.

Quando você investe em SEM, as coisas são diferentes. Assim que você desligar os seus anúncios, sua visibilidade vai acabar.

Campanhas de SEM são mais fáceis de testar e ajustar

O uso de publicidade paga exige testes. O texto de anúncio vai precisar ser revisado, você pode encontrar públicos novos para seus anúncios e provavelmente vai ter que alterar o conteúdo da página de destino para que seus testes funcionem.

Com os dados disponíveis tudo isso pode ser feito rapidamente, com as alterações entrando em vigor e os resultados dos testes voltando rapidamente.

Não tem como fazer os mesmos testes para as campanhas de SEO, dada a natureza do algoritmo. Obviamente, o teste continua sendo uma parte muito importante de uma estratégia de SEO, mas esses testes passam longe dos disponíveis para as campanhas de SEM.

SEO x SEM – qual você deveria usar?

A resposta a esta pergunta é clara e simples:  depende  (por mais que seja chato responder isso a uma pergunta relacionada ao SEO). 

Depende muito de:

  •  Qual é o seu objetivo específico.- Se você deseja direcionar tráfego rápido para uma venda, testar uma nova oferta ou dar um impulso a um mês parado, o SEM deve ser a sua escolha. Se você quiser impulsionar o crescimento de longo prazo, o SEO é mais recomendado.
  •  Seu desempenho atual- Se você já tem uma visibilidade orgânica forte, o SEM pode ser uma ótima maneira de complementar isso com visibilidade adicional
  •  Suas margens – Em alguns casos, uma vez que você leva em consideração os altos custos de cliques e as baixas margens do produto, não faz sentido optar por campanhas de SEM. Em casos como esse, o SEO é provavelmente o melhor canal para gerar retornos maiores. Vale a pena estimar o CPC (custo por clique) que você vai precisar pagar usando a  ferramenta PPC Keyword  e entendendo qual seria a taxa de conversão para ter lucro. 
  • Analise o lifetime value do seu cliente – Ao usar o SEM, você pode descobrir que um lifetime value mais alto é responsável por custos de cliques mais altos. Mas um nível mais baixo pode significar que o SEO vai ser a estratégia mais forte.

A realidade é que, para a maioria das empresas, uma estratégia de pesquisa bem-sucedida deve ser construída com uma combinação de SEO e SEM. Juntos, esses dois canais poderosos de marketing digital abrem uma grande variedade de oportunidades para impulsionar o crescimento de clientes potenciais que procuram empresas como a sua.

Combinando SEO e SEM

Ao combinar SEO e SEM, você pode integrar os canais e:

  •  Use insights de sua estratégia de SEM para impulsionar sua abordagem de SEO incluindo a obtenção de informações valiosas sobre taxas de conversão esperadas, desempenho de palavras-chave, estimativas de tráfego e muito mais. Pense no SEM como uma plataforma de testes para SEO.
  •  Você pode impulsionar seus esforços de SEO criando  campanhas de remarketing  como parte de sua estratégia de SEM para alcançar aqueles que não se converteram em clientes. Você pode segmentá-los com anúncios nos resultados de pesquisa ou Display, por exemplo.
  •  Você pode assumir o controle das SERPs combinando essas duas táticas  e garantindo sua visibilidade tanto no espaço de anúncios quanto nos resultados orgânicos. 

SEO e SEM de seus concorrentes

Você também deveria ficar de olho no que seus concorrentes estão fazendo. Você pode usar nossas ferramentas de análise competitiva para compreender as  estratégias de publicidade  de seu concorrente e o desempenho de SEO deles usando as seguintes ferramentas: 

Veja as palavras-chave para quais seus concorrentes estão ranqueados organicamente e prepare um plano para superar o desempenho deles. Analise as atividades pagas deles e quais palavras-chave eles estão visando para obter tráfego para sua marca.

Quanto mais você souber sobre as estratégias de seus concorrentes, melhor será a sua própria estratégia.

Último Ponto

Freqüentemente, SEO e SEM são vistos como canais totalmente diferentes que não podem ser usados ​​juntos, ou são considerados iguais.

É importante que você entenda o propósito de cada um desses canais como parte de sua estratégia de marketing mais ampla e descubra como usar os dois juntos para impulsionar o sucesso e obter uma vantagem competitiva

.

Fonte: semrush.com

SEO para landing pages

SEO para landing pages: as melhores práticas para ranquear sua página

 

O que é uma landing page otimizada para SEO?

Uma landing page se concentra em palavras-chave alvo com as quais você espera se posicionar e sempre inclui uma chamada para ação (CTA). Normalmente, ela faz parte de uma campanha de marketing inbound maior em que o objetivo é aumentar sua parcela do tráfego de pesquisa total no seu setor.

A característica principal de uma landing page é o formulário, projetado para capturar informações do visitante. Landing pages eficazes são claras e diretas, com o objetivo de fornecer uma experiência do usuário positiva. Elas não tentam causar distrações, mas sim orientar o usuário diretamente para um evento de conversão.

Um bom começo para otimizar as landing pages no seu site é refletir sobre sua página inicial. Por exemplo, a Spotfy oferece um excelente modelo para fornecer um design limpo e simples que inclui vários CTAs para cada plano.

Spotfy landing page and CTA example

Se você quiser que seu site tenha um bom desempenho nas SERPs, deve se concentrar em otimizar o novo conteúdo e o conteúdo existente para pesquisa orgânica. Isso é importante principalmente para landing pages, em que as taxas de conversão e cliques dependem em grande parte de conteúdo de qualidade. Uma auditoria de conteúdo pode determinar se suas landing pages estão otimizadas da forma correta. Você pode aplicar as dicas abaixo a novos conteúdos que acabaram de ser publicados ou que apresentam baixo desempenho.

Melhores práticas para uma landing page focada em SEO

Há diversas técnicas de SEO para landing pages que farão com que suas páginas se posicionem melhor nos resultados dos mecanismos de pesquisa e garantirão que você alcance seu público-alvo. Com o SEO certo, você atrairá pessoas interessadas no seu assunto, produto ou serviço. Assim, é possível gerar mais leads, o que aumenta sua taxa de conversão e respalda o sucesso geral dos negócios.

Confira as melhores práticas básicas a serem seguidas ao criar landing pages de SEO:

  • A estratégia de palavra-chave guia o conteúdo
  • Ajude os mecanismos de pesquisa a entender a estrutura do conteúdo
  • Preste atenção à URL usada
  • Monitore as velocidades da página
  • Crie backlinks

A estratégia de palavra-chave guia o conteúdo 

Uma estratégia de palavra-chave sólida forma a base de uma landing page bem-sucedida. Selecione palavras-chave de cauda longa estrategicamente, com foco na intenção de pesquisa. Use palavras-chave no conteúdo com naturalidade, de uma forma que faça sentido, e lembre-se de escrever para leitores humanos, não para robôs. Os algoritmos de mecanismos de pesquisa reconhecem o uso excessivo de palavras-chave, e essa prática não melhora o posicionamento nas SERPs.

Use palavras-chave secundárias para contextualizar ainda mais sobre o que trata a landing page. Você também deve considerar palavras-chave semânticas, frases com as quais não deseja se posicionar especificamente, mas que ajudam a palavra-chave principal, deixando claro qual intenção de pesquisa é o seu objetivo. Palavras-chave semânticas ajudarão sua página a ter um posicionamento melhor e de uma forma mais direcionada.

Confira um exemplo de como isso funciona:

  • Palavra-chave primária = “SEO para landing pages”
  • Palavra-chave secundária = “landing pages”, “o melhor SEO para landing pages”, “dicas de SEO para landing pages”
  • Palavras-chave semânticas = “mecanismo de pesquisa”, “posicionamento da página”, “postagens de blog”

Se você não tiver certeza de quais palavras-chave usar, as ferramentas de pesquisa de palavras-chave da Semrush podem ajudar. Você pode procurar palavras-chave orgânicas, descobrir com quais palavras-chave seus concorrentes se posicionam e até mesmo identificar palavras-chave relacionadas para garantir que seu conteúdo seja o mais abrangente possível. 

Keyword Magic Tool Semrush musica

Ajude os mecanismos de pesquisa a entender a estrutura do conteúdo

É preciso mais do que palavras-chave para otimizar uma landing page com SEO. Seu conteúdo precisa estar estruturado para que os bots do mecanismo de pesquisa consigam lê-lo, analisá-lo e reconhecê-lo. Assim, o mecanismo de pesquisa sabe sobre o que a landing page trata e pode indexá-la corretamente. 

Confira alguns pontos a serem abordados em termos de estruturação da landing page:

  • Tag de título: o título da página deve ser curto e incluir uma palavra-chave de alta qualidade. Idealmente, coloque a palavra-chave à esquerda do título da página e as palavras menos importantes por último.
  • Tag Alt: você pode adicionar tags alt às imagens em HTML. Elas descrevem o conteúdo de uma forma que os bots do mecanismo de pesquisa conseguem ler. Se a imagem não for carregada corretamente devido a uma falha técnica, a tag alt será exibida. Uma tag alt de alta qualidade oferecerá uma breve descrição da imagem e seu contexto. Confira um exemplo de uma foto de uma menina dirigindo um carro: <img src=“Menina-dirigindo-carro.png” alt=“Menina dirigindo um carro em uma rodovia vazia.”/>
  • Descrição meta: a descrição meta é um fator de posicionamento direto. Uma descrição meta clara também pode convencer um usuário a clicar em um resultado do mecanismo de pesquisa (ou não). Escreva uma descrição sucinta e direta informando aos usuários o que eles encontrarão na landing page.
  • Cabeçalho: inclua uma tag de título H1 que corresponda ao título da sua página. Divida outros conteúdos na página usando cabeçalhos H2 e H3. Inclua palavras-chave secundárias em cabeçalhos secundários, conforme apropriado.
  • Links internos: adicione links internos relevantes usando texto âncora direcionado de forma apropriada. Se possível, use a palavra-chave principal da página do link como texto âncora. Links internos ajudam ainda mais os mecanismos de pesquisa a entender o contexto e o conteúdo de uma página.
  • Imagens e vídeos: adicione imagens e vídeos que mostrem aos mecanismos de pesquisa que o conteúdo é valioso. Rotule esses arquivos adequadamente com a palavra-chave principal no nome do arquivo, título e tag alt.

Preste atenção à URL usada

Em SEO, todos os detalhes importam, até mesmo a URL da landing page. Ela ajuda a comunicar as informações sobre o conteúdo que as pessoas podem encontrar na página. A URL reflete ainda mais a estrutura do site, mostrando como um determinado conteúdo se encaixa no site em geral. Tente manter sua URL curta, com no máximo 65 caracteres. O ideal é ela ter entre 50 e 60 caracteres. Você pode usar barras para separar conceitos, de forma parecida como faria com uma barra vertical em um título. Coloque as palavras-chave importantes mais à esquerda.

A URL informa não só os mecanismos de pesquisa, mas também os usuários. Confira uma URL como esta, por exemplo: /landing-page/descricao-meta-para-paginas-de-destino. É possível identificar a categoria geral (landing page) e descobrir a subcategoria que essa página específica aborda (descrição meta). Da mesma forma, um bot do mecanismo de pesquisa pode informar que essa página provavelmente é o “grupo” de uma página “central” maior.

Monitore as velocidades da página

A velocidade da página é um fator importante do posicionamento nos mecanismos de pesquisa. O carregamento rápido garante uma experiência adequada ao usuário. Por exemplo, a meta do Google é que as páginas sejam carregadas em menos de meio segundo. No entanto, você não precisa alcançar essas velocidades para ter sucesso. Se o site carrega em 2,9 segundos, ele já é mais rápido do que cerca de 50% da Web. Com tempos de carregamento de 1,7 segundos, sua página será mais rápida que 75% da Web.

Uma página com velocidade lenta também pode aumentar as taxas de rejeição, pois os usuários ficam frustrados com o carregamento lento e saem do site. Isso prejudica o posicionamento. Você pode usar o PageSpeed Insights do Google para descobrir o desempenho do seu site. Você pode tomar muitas medidas para melhorar a velocidade da página, como usar imagens menores, reduzir o número de solicitações que sua página faz e remover redirecionamentos.

Google Page Speed Insights Adidas Basquete

Crie backlinks 

Os backlinks consistem em links de outras plataformas que levam para o site. Backlinks de alta qualidade de sites respeitados, com autoridade e com alto posicionamento impulsionarão o SEO da sua landing page. Trocas de links são uma maneira de conseguir backlinks. Se você mencionar uma estatística ou fato, cite a fonte. Assim, aumenta as chances dessa fonte se referir à sua página.

Criar conteúdo de qualidade que possa ser compartilhado aumentará as chances de que outras pessoas usem links que levem a você. Exemplos de conteúdo compartilhável incluem infográficos e estatísticas interessantes. Os vídeos também são uma excelente maneira de compartilhar informações úteis de forma concisa e envolvente. Você pode gerar backlinks orgânicos publicando conteúdo em plataformas de redes sociais como o LinkedIn ou plataformas de compartilhamento de conteúdo como o Medium.

Se você está se perguntando em quais sites deve concentrar seus esforços de backlink, use nossa Ferramenta Lacunas nos backlinks. Você pode comparar os backlinks do seu site com até quatro domínios concorrentes para descobrir em quais oportunidades investir com seus esforços de link building.

Semrush lacunas de baclkinks print

Fonte: semrush.com

EnglishPortuguêsEspañol